Conceitos e evolução da Administração da Produção

  08/05/2013 S€ntese da vida profissional

  Prof. Ivan Arenque Passos

  • Ivan Arenque Passos, casado, 40 anos, Bacharel em Administra‚ƒo em Com„rcio Exterior – UNIP/SP, MBA marketing – FGV/ES, Administra‚ƒo Estrat„gica – University Central Florida EUA, Mestrando Administra‚ƒo Estrat„gica. Membro do Programa de Administra‚ƒo de Varejo da Funda‚ƒo Instituto de Administra‚ƒo (FIA- USP) – Coordenador P†s-Marketing (FESV)
    • – Coordenador Acad‡mico (GBS- IBMEC) – Consultor (MKTPASSOS) Parte 2

  

Esteve trabalhando nas seguintes empresas:

Consultoria e treinamento em Adm. E Marketing – MKTPASSOS Se •

especializou nas áreas:

Gestƒo da Qualidade Total, Marketing Varejo, Produto, Servi‚os, Pessoal, •

  Prof. Ivan Passos Social e Cultural e Administra‚ƒo. www.mkt passos.com mkt passos@gmail.com Prof. Ivan Passos – mktpassos@gmail.com – www.mktpassos.com

  OBJETIVO (S) ESPECÍFICO (S)

EM ENTA

  ou de serviços, desde a etapa de dimensionamento da sua

  Conceit os e evolução da Administ ração da

  capacidade de produção até o estabelecimento do projeto de trabalho;

  Produção e Operações. M edidas de

  b) Conhecer os fundamentos do cálculo da produtividade Produt ividade. Planejament o da Capacidade. empresarial;

  Localização da Empresa. Projeto de Processos,

  c) Conhecer os processos do projeto de produtos e serviços, bem como o projeto da rede de operações produtivas;

  Produtos e Serviços. Projeto da Rede de

  d) Saber os conceitos e a metodologia para operacionalizar e

  Operações Produtivas. Projeto e M edida do

  avaliar o processo produtivo, buscando a sua racionalização

  Trabalho. Arranjo Físico de Inst alações. Os

  com as modernas técnicas de planejamento e controle da produção;

  Sistemas de Planejament o e Cont role de

  e)Saber aplicar e exercitar um conjunto específico de técnicas Produção. que auxiliem o tomador de decisão a reconhecer as particularidades do seu problema e estruturá-lo. 3 4

  08/05/2013

COM PETÊNCIAS: OBJETIVO GERAL

  O aluno dever€ ter uma vis•o geral,

  Classificar os sistemas de produƒ•o em funƒ•o das caracter„sticas de mercado

  integrada e estrat‚gica da funƒ•o produƒ•o, das responsabilidades que Dominar o uso das ferramentais usuais de planejamento e controle das

  operaƒ…es dos sistemas produtivos, bem como de atividades de

  s•o atribu„das aos gerentes de

  projetos

  produƒ•o e das diversas ferramentas

  Compreender e saber relacionar os preceitos de projeto de produtos e

  dispon„veis para o desempenho desta

  as suas interaƒ…es nos projetos de processos e nas operaƒ…es de produƒ•o em cen€rio de mercado globalizado

  funƒ•o.

  Conhecer o Sistema de Gest•o da Qualidade Total e a sua import†ncia na obtenƒ•o da qualidade dos produtos e na produtividade e 5 competitividade das organizaƒ…es.

  Administração da Produção e Operações Administração da Produção e Operações Unidade I – Introduƒ•o a Administraƒ•o da Produƒ•o e Operaƒ…es Unidade IV – Localizaƒ•o da Empresa –

  Idalberto - cap 4 pag 82

  1.1 Conceito da APO - Heizer cap 1 (aula 1 e 2)

  4.1 Import†ncia das Decis…es sobre localizaƒ•o (aula 8)

  1.2 Marcos Histˆricos na APO (aula 1 e 2)

  4.2 Fatores que influenciam no processo de localizaƒ•o (aula 8)

  1.3 Fatores que afetam a APO (aula 2 e 3)

  1.4 Objetivos da APO (aula 2 e 3)

  4.3 Avaliaƒ•o das alternativas de localizaƒ•o (aula 9)

  4.4 Perspectiva da rede de operaƒ…es (aula 9) Unidade II – Produtividade

  2.1 Definiƒ•o de produƒ•o e produtividade ( aula 3) Unidade V – Layout das Instalaƒ…es Idalberto - cap 4 pag 87

  2.2 Administraƒ•o da Produtividade (aula 3)

  5.1 Objetivos dos Layouts das instalaƒ…es (aula 10)

  2.3 Medida da Produtividade (aula 3)

  5.2 Manuseio de Materiais

  2.4 Meios para aumentar a produtividade (aula 4) (aula 10)

  2.5 Projeto e Medida do Trabalho (aula 4)

  5.3 Decis…es sobre Alternativas de Processamento (aula 11)

  5.4 Decis•o sobre Alternativas de Processamento (aula 11) Unidade III – Planejamento da Capacidade Idalberto - cap 4 pag 83

  3.1 Aspectos gerais (aula 5)

  Unidade VI – Projeto de Processos, Produtos e Serviƒos Idalberto - cap 5 p107

  3.2 Planejamento de Capacidade larry cap 6 (aula 5)

  6.1 Projeto em Gest•o da Produƒ•o Larry cap 2 (aula 12)

  3.3 Medida da Capacidade (aula 6)

  3.4 Expans•o da capacidade (aula 6)

  6.2 Vantagem competitiva do bom projeto (aula 12)

  3.5 Avaliaƒ•o econ‰mica de alternativas de capacidade (aula 7)

  6.3 Projeto de Processos, Produtos e Serviƒos larry cap 2 (aula 13)

  3.6 Abordagem Sistem€tica para Decis…es de Capacidade (aula 7)

  6.4 Etapas do Projeto (aula 14)

  08/05/2013 Administração da Produção e Operações Plano de Ensino Unidade VII – Sistema de Planejamento e Controle da Produƒ•o

  7.1 Introduƒ•o aos Sistemas de Planejamento e Controle de Produƒ•o Idalberto - cap 5 pag 100, 117

  7.2 Administraƒ•o de Estoques Idalberto - cap 6 pag 135 (aula 15)

  • Compreender e identificar os objetivos e os principais fatores qualitativos que influenciam na decisão de localização.
  • Macrolocalização e microlocalização - Localização das instalações em uma rede logística.
  • Fatores determinantes nas decisões de localização.
  • Influências à localização da organização industrial ou prestadora de serviços.

  7.3 Sistemas de Produƒ•o (aula 16)

  7.4 Produƒ•o Enxuta (aula 16)

  10 AULA 08 Ao final desta aula o aluno deverá ser capaz de:

  Administração da Produção e Operações Unidade IV – Localizaƒ•o da Empresa

  4.1 Import†ncia das Decis…es sobre localizaƒ•o

  4.2 Fatores que influenciam no processo de localizaƒ•o

  4.3 Avaliaƒ•o das alternativas de localizaƒ•o

  4.4 Perspectiva da rede de operaƒ…es Administração da Produção e Operações

  Unidade IV – Localizaƒ•o da Empresa

  4.1 Import†ncia das Decis…es sobre localizaƒ•o

  08/05/2013 O EFEITO GLOBALIZAđấO

LOCALIZAR

  CARRO MUNDIAL PRODUTO MUNDIAL

  O CENÁRIO DA LOCALIZAđấO

  A CAPACIDADE NECESSÁRIA QUANDO É NECESSÁRIA ONDE É NECESSÁRIA

  Significa determinar o local onde será a base das operações, onde serão fabricados os produtos ou prestados os serviços e/ou onde se fará a administração do empreendimento.

  É UMA DECISÃO ESTRATÉGICA As decisões sobre localização levam a um compromisso de longo prazo exigindo aplicação de grandes recursos financeiros e envolve alto risco.

  AS CARACTERÍSTICAS DESEJADAS DO LOCAL É PARTICULAR DE CADA EMPRESA

  Localização da Gerdau Açominas

  Localizada em uma região rica em minério de ferro de alta qualidade, a Gerdau Açominas possui uma posição estratégica em relação aos principais centros (São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais), além de ser servida por uma ampla rede rodoferroviária que envolve as principais rodovias do país.

  • SHOPPING CENTER: fácil acesso, terreno com visibilidade, próximo a zonas urbanas densas e de bom poder aquisitivo, terreno que permita futura expansão e esteja localizado no vetor de crescimento da cidade.
  • INDÚSTRIA DE PESCADO: próxima ao mar - INDÚSTRIA QUÍMICA: necessidade de grande quantidade de água.
  • SIDERÚRGICAS: proximidade com minas de ferro. Minas Gerais responde por 53% da produção nacional de ferro gusa. Açominas, Usiminas, Acesita, Belgo-Mineira

  08/05/2013 Do ponto de vista da Walt Disney Corporation, a decisƒo de investir no projeto Euro Disney foi uma das decisˆes de localiza‚ƒo mais importantes que j‰ fizeram. Na realidade a decisƒo foi tomada em duas partes. Primeiro, deveria a Disney abrir um de seus famosos e altamente bem-sucedidos parques tem‰ticos na Europa? Segundo, se sim, onde na Europa, deveria ser ocalizado? A decisƒo da Disney de repetir na Europa a f†rmula que foi bem- sucedida na Calif†rnia e na Fl†rida foi influenciada parcialmente por suas experi‡ncias no Japƒo. A DisneylŠndia de T†quio, aberta oficialmente em 1983, teve um enorme sucesso desde a sua abertura. Atendeu as tend‡ncias japonesas para maior tempo de lazer e apelou ao gosto japon‡s pela cultura popular americana. Tamb„m permitiu que os clientes japoneses passassem pela experi‡ncia Disney sem as despesas e transtornos de viajar para os Estados Unidos. Na Europa, entretanto, j‰ haviam um mercado bem estabelecido para f„rias na Fl†rida, que dizia respeito tanto ‹ Disney como a outros parques tem‰ticos.

  Euro Disney O que deu errado? Para os turistas do Reino Unido, especialmente, a Fl†rida era somente um pouco mais cara do que viajar para o que mais tarde, ficou conhecido como a Euro Disney, com o benef€cio de melhor clima. Havia tamb„m uma diferen‚a entre a visƒo japonesa dos temas da Disney e os da Europa. Muitas das hist†ria de Disney sƒo baseadas em lendas europ„ias. “Por que”, disseram alguns cr€ticos, “construir um castelo falso em um continente cheio de castelos reais? Por que construir um parque tem‰tico em um continente que em si mesmo j‰ „ um parque tem‰tico?” Se algumas dŽvidas perturbaram a Disney, elas foram vencidas.

  Em seguida decidiu onde na Europa ia construir o parque. Pelo menos dois lugares foram considerados – um na Espanha e outro na Fran‚a. A vantagem da Fran‚a „ que estava numa localiza‚ƒo mais central. A demografia da Europa significa que localizando seu parque tem‰tico 30 quil•metros a leste de Paris, ele estaria a uma distŠncia de viagem relativamente f‰cil de literalmente milhˆes de clientes potenciais. Geograficamente, a Espanha era menos conveniente. Havia tamb„m, nessa parte da Fran‚a, uma infraestrutura de transporte que ainda foi melhorada pelo governo franc‡s como um fator indutor. O governo franc‡s ainda ofereceu ‹ Disney numerosos outros fatores financeiros indutores, atribuindo baixos valores ao terreno para dar ‹ empresa concessˆes em impostos. A Espanha geograficamente mais isolada e provavelmente incapaz de oferecer atratividade semelhante aos fatores indutores do governo franc‡s, tinha, entretanto, a vantagem cr€tica de clima melhor e mais previs€vel.

  O que talvez nƒo tenha sido previsto na „poca foi a hostilidade dos meios de comunica‚ƒo franceses ao que alguns viam como o imperialismo cultural. O projeto foi chamado de “Chernobyl cultural” e descrito por um cr€tico franc‡s como “um horror feito de papelƒo, pl‰stico e cores apavorantes; uma constru‚ƒo de goma de mascar endurecida e folclore idiota extra€do de livros c•micos escritos para americanos obesos”. Tamb„m houve algumas questˆes culturais relatadas no recrutamento e treinamento do pessoal (ou “elenco” como a Disney os chama). Nem todos os europeus (especialmente os franceses) foram tƒo receptivos aos c†digos de comportamento e vestu‰rio como seus equivalentes americanos nos empreendimentos Disney nos Estados Unidos.

  08/05/2013 OPđỏES BÁSICAS PARA EMPRESAS EM OPERAđấO

  Localização de Empresas

  • BUSCA DE MELHOR POSICIONAMENTO GEOGR•FICO: regiˆes com incentivos fiscais, exaustƒo de uma mina,

  Localizar significa determinar o local onde será a

  • necessidade maior de energia el„trica, aumento exagerado de

  base de operações, onde serão fabricados os custos operacionais. produtos ou prestados os serviços, e/ ou onde se fará

  • CRIA‘’O DE NOVAS LINHAS DE PRODU‘’O: quando for

  a administração do empreendimento. (M oreira, invi‰vel a instala‚ƒo no mesmo local, sob o ponto de vista do 2000: 175). custo/benef€cio.

  A seleção do local para a implantação de uma

  • empresa, fábrica ou depósito de produtos é uma
    • EXPANS’O: aumento da capacidade devido ao aumento da

  decisão ligada à estratégia empresarial. (M artins, demanda quando houver dificuldade de expansƒo no pr†prio local.

  2006:90).

  Localização de Empresas Importância localização

  Decisão est rat égica; Globalização:

  • Nada pode ser negligenciado; A concorrência acirrada. •

  Aspect os negat ivos devem receber m esm a

  • Empresas t ransnacionais. •

  at enção que os aspect os posit ivos; • Globalização para buscar a compet it ividade.

  • Empresas t em suas part icularidades, port ant o • Empresas indust riais e serviços.

  quest ões específicas de localização; • Tanto para empresas novas como ampliação.

  08/05/2013 LOCALIZAđấO

  LOCALIZAđấO

  • Objet ivos da decisão de localização: at ing
  • Duas categorias de est ímulo que influenciam

  equilíbrio ent re t rês subobjet ivos relacionados: nas decisões de localização das organizações:

  • Custo espacialment e variável com a localização - Alterações na demanda de bens ou serviços.

  (espacialment e variável significa que algo se alt era com a localização geográfica).

  • Alterações de ofertas de insumos para a operação.
  • Serviço que a operação é capaz de prestar ao seu client e.
  • Receita pot encial da operação.

  Opções básicas para empresas em

Abordagens Gerais para se tomar

  operação decisões sobre localização

  : Viável se • Expandir a instalação já existente houver espaço disponível. Defina as necessidades: Determine as Estratégias:

  • : verificar impacto

  Adicionar nova unidade retendo as demais (c) Nichos de mercado (b) Objetivos (a) Tamanho da empresa; (c) Compet‡ncias da empresa (b) “nfase nos produtos/mercados (a) Fatores dominantes de localiza‚ƒo

  que já estão em operação (d) NŽmero/tamanho de f‰bricas/ dep†sitos (d) Orienta‚ƒo ao risco

  sobre o sistema total em termos de custo/ benefício com a abertura. Procura por regiƒo vi‰vel

  Fechar uma unidade e abrir outra • : balancear Desenvolva alternativas de localiza‚ƒo os custos de abrir e os custos de fechar. Avalie as alternativas de localiza‚ƒo Selecione local espec€fico

  08/05/2013 Administração da Produção e Operações

  Unidade IV – Localizaƒ•o da Empresa Localizaƒ•o de Empresas

  • A) determinar a forma de medir a capacidade

  4.2 Fatores que influenciam no processo de necess€ria; localizaƒ•o

  • B) Determinar a demanda para os prˆximos anos;
  • C) Determinar a capacidade de instalar;
  • D) Desenvolver as alternativas;
  • E) Avaliar as alternativas; • F) Decidir qual melhor alternativa.

  LOCALIZAŠ‹O DE INSTALAŠŒES Fatores Determinantes nas decis…es de localizaƒ•o

  • ENERGIA EL”TRICA: disponibilidade, flutua‚ƒo de corrente, descontinuidade no fornecimento.
  • M’O DE OBRA: n€vel de sal‰rio, disponibilidade, qualifica‚ƒo. Nƒo ser - •GUA: disponibilidade, qualidade. a principal empregadora da regiƒo, pois numa eventual redu‚ƒ
  • MERCADO CONSUMIDOR: proximidade (principalmente demanda obrigar‰ a demissˆes que afetar‰ a economia da regiƒo. Ex.

  opera‚ˆes de varejo). O fechamento da grande f‰brica YPU representou um grande preju€zo para a economia da cidade Nova Friburgo, RJ, em termos de empregos, arrecada‚ƒo de impostos e com„rcio local. - CONCORR“NCIA: proximidade (principalmente opera‚ˆes de varejo). Rua da Gl†ria – ES.

  • MAT”RIA PRIMA: proximidade com fornecedores, distribuidores. Custo de transporte e perecibilidade.
  • COMBUST•VEL (G•S, CARV’O): proximidade com fornecedores, distribuidores. Custo de transporte

  08/05/2013

  • TERRENO: conforma‚ƒo do terreno, necessidade de
  • AMBIENTE SOCIAL, POL•TICO E ECON–MICO: sindicatos muito terraplenagem, tipo de solo, custo para aquisi‚ƒo ou aluguel, atuantes, estabilidade pol€tica, restri‚ƒo a investimentos perigo de acidentes naturais, dimensˆes, acesso atrav„s de ferrovias e rodovias, presen‚a de ‰gua no subsolo para estrangeiros, absente€smo, pessoas arraigadas ‹ terra nƒo aceitam constru‚ƒo de po‚os artesianos.

  transfer‡ncias, n€vel de viol‡ncia urbana.

  • VANTAGENS GOVERNAMENTAIS LOCAIS: isen‚ƒo e/ou car‡ncia
  • INFRA-ESTRUTURA: custo de vida, transportes coletivos, de impostos, terraplenagem, instala‚ƒo de infra-estrutura, exist‡ncia telefonia, transmissƒo de dados de distritos industriais.

  (fibra †tica), hospitais, escolas, com„rcio, moradia, coleta de lixo, sistema de esgoto, res€duos industriais, ilumina‚ƒo, bancos,

  • GOVERNO E LEGISLA‘’O LOCAL: zoneamento, projetos futuros bombeiros, seguran‚a, lazer, creches, necessidade de cria‚ƒo de nŽcleos sociais (vila oper‰ria, escola, cooperativa). com desapropria‚ˆes, restri‚ƒo a empresa poluidora sonora ou da atmosfera ou de natureza do produto, exig‡ncias para constru‚ƒo, - CLIMA E ATRATIVOS NATURAIS: locais com clima severo de incentivos em impostos e taxas. temperatura, ventos, umidade do ar inadequada provocam alta incid‡ncia de doen‚as. H‰ influ‡ncias tamb„m nos processos industriais. Ex. Em tipografia o grau de umidade do ar influi na qualidade da impressƒo.

Localizaƒ•o de Empresas LOCALIZAŠ‹O (VAREJO)

  • FATORES QUE INFLUENCIAM NA LOCALIZAŠ‹O “H€ trŽs coisas importantes em vendas no EMPRESAS DE SERVIŠOS:

  varejo: localizaƒ•o, localizaƒ•o e localizaƒ•o.”

  • Rede de transporte;

  Lord Seif

  • Rede de comunicaƒ…es;
  • Proximidade com o mercado;

  DECIS‹O SOBRE LOCALIZAŠ‹O INTERFEREM NOS

  • Facilidade de comunicaƒ•o com os clientes;

  CUSTOS DE PRODUŠ‹O E NA HABILIDADE DE ATENDER O CLIENTE (CUSTOS E RECEITAS).

  • Localizaƒ•o dos concorrentes.

  08/05/2013 TIPOS DE LOCALIZAđấO

  FATORES QUE INFLUENCIAM NA LOCALIZAđấO •

  Clusters: caracteriza um agrupamento natural de empresas similares em

  EM PRESAS INDUSTRIAIS: determinada regiƒo geogr‰fica, com as mesmas caracter€sticas econ•micas e com um objetivo comum de competitividade. (casas de autope‚as na Baixa de Quintas em Salvador, oficinas mecŠnicas em Barra

  Fatores de pessoal;

  • Funda - Sƒo Paulo)

  Proximidade com mercados consumidores e rede de •

  Condom€nio industrial: muito utilizado no Brasil na implanta‚ƒo das

  transportes; montadoras de autom†veis na d„cada de 1990. Caracteriza-se pela

  Qualidade de vida e serviços; a ela.

  • localiza‚ƒo dos fornecedores dentro da planta da montadora, ou adjacente
  • M ateriais e fornecedores;

  Cons†rcio modular : o fornecedor se localiza dentro da planta da

  • Serviços Públicos;

  montadora e „ respons‰vel por todas as etapas de montagem de sus itens

  • clusters, custo terreno, custo da construção, etc. no ve€culo. O fornecedor „ visto como parceiro da montadora, ajudando a

  reduzir custos e investimentos, pois as instala‚ˆes de montagem sƒo de responsabilidade dos fornecedores.

  Keiretsu: cartel com ben‚ƒo governamental. Alian‚a de empresas na qual

  cada uma mant„m sua independ‡ncia operacional, apesar de terem

Opções de Localização quando

  rela‚ˆes permanentes uma com as outras para lutar por uma participa‚ƒo do mercado. Os executivos podem fazer parte das diretorias uns dos

  capacidade adicional e necessária:

  outros, havendo troca de informa‚ˆes e coordenando pre‚os em reuniˆes secretas. A Mitsui e Mitsubishi sƒo exemplos desta forma‚ƒo no Japƒo.

  o Nƒo fazer nada: ajuste interno.

  Cooperativas: „ a uniƒo de diversas propriedades da mesma regiƒo

  geogr‰fica para um objetivo comum, como a distribui‚ƒo de produ‚ƒo

  o Expandir a atual instala‚ƒo.

  agr€cola, negocia‚ƒo de financiamentos e insumos.

  o Adicionar nova f‰brica.

  Virtual: „ uma rede tempor‰ria, geralmente sem escrit†rio central e sem

  organograma, e „ composta por outras empresas, institui‚ˆes e pessoas. A

  o

  Fechar a instala‚ƒo existente e mudar-se grande vantagem desse tipo de empresa „ o compartilhamento do para outra maior. conhecimento, que pode ser desde uma tecnologia espec€fica de produ‚ƒo at„ o conhecimento estrat„gico do mercado de onde a empresa virtual est‰ inserida.

  Ex: A empresa virtual que lan‚ou o processador Power CD, era composta pela IBM, Apple e Motorola que projetou e lan‚ou no mercado um produto avan‚ado e de alta qualidade.

  08/05/2013 LOCALIZAđấO DE INSTALAđỏES Avaliação de alternativas de localização

Métodos Quantitativos de Localização

  3. CENTRO DE GRAVIDADE Industrial USOS: Usado para encontrar uma localiza‚ƒo que minimiza os custos de transporte. ” baseado na

  • (Busca minimizar custo transporte).
  • Na Figura ao lado, dois fornecedores, cada um enviando 20 toneladas de pe‚as por

      Centro de Gravidade transportados. que, em uma analogia f€sica, seria o centro de gravidade de todos os pontos de e para onde os bens sƒo transporte de e para essa localiza‚ƒo. A melhor localiza‚ƒo, a que minimiza custos „ representada pelo id„ia de que todas as localiza‚ˆes poss€veis t‡m um “peso”, que „ a soma de todos os custos de

    • (Busca minimizar custo transporte, ponderando um determinado centro no ponto C. Como o ponto C recebe o (cidade) contra as demais em uma regiƒo geogr‰fica). (assume-se que o custo de transporte seja dobro da tonelagem dos pontos A e B B

      Momentos pe‚as e envi‰-las para um cliente situado pontos A e B. A f‰brica deve montar essas m‡s para uma f‰brica, estƒo situados nos A

    • transportados), entƒo seu peso „ o dobro do peso dos pontos A e B. O local com
    • C

        Ponto de Equil€brio diretamente proporcional ao peso dos bens 20 ton

        (Sƒo comparadas diferentes localidades em fun‚ƒo dos custos totais de menor custo de transporte para a f‰brica 20 ton opera‚ƒo – custos fixos + mais custos vari‰veis). fornecedores e de um cliente estƒo (sem peso), onde as localiza‚ˆes dos dois est‰ no centro de gravidade de um cartƒo 40 ton

      • Avalia‚ƒo de Fatores
      • proporcionais ‹ tonelagem enviada ou representadas em escala e t‡m pesos

          (Identifica crit„rios determinantes para a decisƒo de localiza‚ƒo – avalia recebida. fatores qualitativos).

          Macro Fatores Crit„rios e M„todos de Localiza‚ƒo

        • FATORES DE AVALIA‘’O QUALITATIVA;
        • O mercado e suas necessidades de satisfa‚ƒo, incluindo uma previsƒo fut>MACRO E MICRO FATORES;
        • O processo t„cnico-econ•mico e as necessidades de energia, mat„rias-primas e integra‚ƒo com ou
        • FATORES DE

          indŽstrias; AVALIA‘’O QUANTITATIVA.

        • A ecologia, o meio geogr‰fico, principalmente o clima; - A mƒo-de-obra dispon€vel.

          08/05/2013

        Exemplos de Fatores Determinantes na

          Micro Fatores

        Localização

        • Conseqüências danosas para as comunidades oriundas do processo tecnológico adotado (ruído, resíduos,
        • Disponibilidade de Mão de Obra;

          emanações nocivas, etc.);

        • Nível salarial e sindicatos;
        • Posição relativa às vias de transporte, portos e desvios ferroviár>Disponibilidade de transporte;
        • Suprimento de eletricidade, gás, telefones, á>Condições de segurança contra acidentes (inundações, incêndios, etc.); esgoto, etc.
        • Incentivos fiscais - Possibilidade de fácil acesso dos funcionários à empresa.
        • Localização das matérias-primas;
        • Disponibilidade de Mão de O>Leis de zoneamento;
        • Nível salarial e sindica>Proximidade de universidades;
        • Disponibilidade de transpo>Hospitais;
        • Suprimento de eletricidade, gás, telefones, água, esgoto, etc.
        • Nível de v>Incentivos fiscais
        • Preferências da gerê>Fornecedores e serviços de apoio
        • Proximidade dos merc>Restrições ambientais
        • Tendências de crescimento populaci>Disponibilidade e custos dos terr

          08/05/2013 Administração da Produção e Operações

          Unidade IV – Localizaƒ•o da Empresa

        AULA 09

          Ao final desta aula o aluno deverá ser capaz de:

          4.3 Avaliaƒ•o das alternativas de localizaƒ•o - Conhecer os métodos de avaliação de alternativas de localização de instalações.

        • Conhecer as principais técnicas de localização industrial e de serviços.
        • Técnicas de localização industrial.
        • Ponderação qualitativa.
        • Comparação entre custos fixos e variáveis.
        • Método do centro de gravidade.
        • Método das medianas.
        • Localização de unidades de emergência.
        • Localização de instalações de serviços.
        • 49 M•TODO DO CENTRO DE GRAVIDADE DADOS GERAIS LOCALIZAđấO HORIZONTAL LOCALIZAđấO VERTICAL SOLUŠ‹O NUM•RICA

            MP = FONTE DE MP; PA = PONTOS DE VENDAS ( DISTÂNCIAS EM KM) LOCAIS QUANTIDAD TRANSPORT CUSTO X H x CUSTO x V x CUSTO x E (TON) E QUANT. QUANT. QUANT H V 500 MP1 PA1 PA2 MP2 400 MP1 200 R$ / TON.Km 2 800 200 160.000 400 320.000 3 600 100 60.000 500 300.000 400 MP2 PA3 MP3 300 PA1 150 4 600 400 240.000 500 300.000 2 600 500 300.000 100 60.000 300 PA4 PA3 PA2 300 50 5 250 300 75.000 400 100.000 3 900 500 450.000 500 450.000 200 PA4 250 PA5 50 3 150 100 15.000 100 15.000 4 1000 100 100.000 300 300.000 100 PA5 MP3 TOTAIS 4900 1.400.000 1.845.000 1.400.000 / 4.900 1.845.000 / 4.900 100 200 300 400 500 PROF. PAULO ROBERTO LEITE LOCALIZAđấO 285,71 Km 376,53 Km PROF. PAULO ROBERTO LEITE

            08/05/2013

            M ÉTODO DO CENTRO DE GRAVIDADE MP = FONTE DE MP; PA = PONTOS DE VENDAS ( DISTÂNCIAS EM KM) 500 MP1 PA1 PA2 400 MP2 PA3 300 PA4 200 100 PA5 MP3 100 200 300 400 500 285,71 Km 376,53 Km

            T„cnicas de Localiza‚ƒo

          • M„todo do Centro de Gravidade -
            • Fatores quantitativos

            Os fornecedores A e B estƒo enviando, cada um, 20 ton de pe‚as por m‡s. A f‰brica monta e envia para o cliente situado no ponto C, como este recebe o dobro, assume-se que o custo do transporte seja proporcional ao peso dos bens transportados B A C

            Fatores importantes para decisão de localização

            (fatores quant ificáveis ou objet ivos): podem ter seus custos medidos ou quant ificados. Ex. custo de pessoal, custo de terreno e construção, equipament os, transporte, água energia, gás, taxas e impostos.

            08/05/2013

          Métodos Quantitativos de Localização Industrial

            Avaliação de Fatores: Exemplo: Uma empresa está avaliando quatro alternativas para a localização de nova instalação. Segundo a gerência, os fatores determinantes na localização estão relacionados abaixo, com os respectivos pesos e notas (de 1 a 5, onde o 5 é o mais favorável): NOTAS

            Fator Peso A B C D Restrições ambientais 15 5 4 4 3 Disp de mão de obra 12 2 3 4 2 Sist de transporte 18 3 4 4 4 Prox. de mercados 20 2 3 4 3 Qualidade de vida 25 3 3 4 4 Prox. Matérias primas 10 5 2 1 5

            EXERCÍCIO 5 / 100* 15 = 0,75 UMA EMPRESA DESEJA PONDERAR OS FATORES QUALITATIVOS DE QUATRO CIDADES CANDIDATAS A SEDIAR A SUA NOVA UNIDADE. A

            NOTAS EMPRESA INICIALMENTE DEFINIU OS FATORES A SEREM CONSIDERADOS E ATRIBUIU A CADA UM DELES UM PESO. FATOR Peso(%)

            A B C D POSTERIORMENTE PEDIU A CADA UM DE SEUS PRINCIPAIS

            Restrições ambientais

            15

            5

            4

            4

            3 EXECUTIVOS QUE ATRIBUÍSSEM A CADA UMA DAS CIDADES UMA NOTA, Disponibilidade de mão de obra

            12

            2

            3

            4

            2 ENTRE 0 E 10, PARA CADA UM DOS FATORES. OS DADOS OBTIDOS

            ESTÃO ABAIXO:

            Sistema de transportes

            18

            3

            4

            4

            4 Proximidade a mercados

            20

            2

            3

            4

            3 NOTAS Qualidade de vida

            25

            3

            3

            4

            4 FATOR Peso(%) A B C D

            Disponibilidade de pessoal 10 7,5 8 6,5

            10

            5

            2

            1

            5 Aspcetos sindicais

            5 Proximidade de matérias primas

            15

            10

            5 7 9,5

            100 3,18 3,23 3,70 3,51

            Restrições ambientais

            20 5 7,5 9 6,5 Qualidade de vida

            15

            9 8 9,5 8,5 Suprimento de materiais 15 6,5 6 7,5 8,5 Isenção de impostos

            15

            5

            8 8 8,5 Desenvolvimento regional

            10

            5

            6 8 6,5 100 6,83 6,95 8,05 7,70 Escolher C Escolher C

            08/05/2013 Fatores importantes para decisão

            1. PONDERAđấO QUALITATIVA de localização

          • - CRITÉRIO:

            Fatores qualitativos (fatores não •

            1. Definir os fatores julgados relevantes para a decisƒo; quantificáveis ou subjet ivos): não são

            2. A cada fator „ atribu€do um peso em fun‚ƒo da sua importŠncia relativa; passíveis de ser quant ificados. Ex. atitude do

            3. Cada fator de cada localidade recebe um julgamento atrav„s de pessoal, dos sindicatos e da comunidade, uma nota baseada em uma escala num„rica arbitr‰ria;

            4. A soma ponderada das notas pelos pesos dos fatores ser‰ a restrições ambient ais e governament ais, pontua‚ƒo final para cada localidade. Ser‰ entƒo escolhida a qualidade de vida, etc. localidade que apresentar maior soma.

            Exemplo de Localiza‚ƒo: m„todo qualitativo A tabela abaixo apresenta quatro fatores de importŠncia para a abertura de uma clinica pŽblica de tratamento de drogados da cidade de Jauzinho. A acessibilidade para os viciados era de alta importŠncia, para que promovesse o acesso mais f‰cil ao maior nŽmero de pacientes poss€vel. Devido ao or‚amento apertado, o custo do aluguel anual da clinica tamb„m era importante. Outro aspecto de suma importŠncia era a necessidade de privacidade e anonimato dos pacientes. Por fim, como muitos dos funcion‰rios da cl€nica seriam volunt‰rios, a seguran‚a, local para estacionamento e o f‰cil acesso de cada local tamb„m eram considerados importantes. UTILIZANDO-SE do m„todo de classifica‚ƒo de fatores, qual „ a localiza‚ƒo que deve ter a prefer‡ncia?

            08/05/2013 LOCALIZAđấO DE INSTALAđỏES

            Exemplo de Localiza‚ƒo: m„todo qualitativo

            Avaliação de alternativas de localização

            OBSERVA‘—ES: a) O im†vel da Rua “A” custa R$ 3.000,00 por Uma empresa adotou o crit„rio de pondera‚ƒo qualitativa para selecionar uma localiza‚ƒo dentro de tr‡s alternativas. m‡s, est‰ ao lado do metr• e de pontos de •nibus e nƒo possui estacionamento; O Im†vel da Av. “B” „ da prefeitura e sua utiliza‚ƒo Adotar os pesos e notas definidos abaixo: ser‰ gratuita, est‰ ao lado do shopping e pr†ximo ao ponto de •nibus e nƒo possui estacionamento; O im†vel do Bairro Vila Nova est‰ distante 20 km do centro da cidade, seu aluguel custa R$ 1.000,00 por m‡s, possui estacionamento, est‰ ao lado de um restaurante/lanchonete e os •nibus passam de uma em uma hora.

            Administração da Produção e Operações Unidade IV – Localizaƒ•o da Empresa

            4.4 Perspectiva da rede de operaƒ…es

            08/05/2013 Proj et o em Pr odução

            Princípios gerais

          INTRODUđấO

            de projeto de produção Nenhuma operação produtiva ou parte dela, existe isoladamente;

            Projeto de Projeto de Todas as operações fazem parte de uma rede maior; produtos e serviços processos Geração de conceito Projeto de Rede Fornecedores dos fornecedores e clientes dos clientes; Triagem

            Projetar a forma e a configuração da rede na qual a operação Projeto preliminar Arranjo físico e fluxo será inserida; melhoramento Avaliação e Objetivos estratégicos; Prototipagem e de processos do projeto final trabalho Tecnologia Projeto Posição da operação na rede.

            Planejar Abastecer Fazer Entregar Rede t ot al e im ediat a de suprim ent os Fornecedores Fornecedores Clientes Clientes 2ª camada 1ª camada 1ª camada 2ª camada Fornecedores Fornecedores Clientes Clientes Rede imediata de suprimentos Rede total de suprimentos Exem plo: Fabricant e de art igos dom ést icos de plást ico 2ª camada 1ª camada 1ª camada 2ª camada Fluxo de bens Fluxo de informações Rede de Operações OPERAđấO Fornecedor de papel domésticos Empresa química Distribuidor de plástico de plástico Fabricante de artigos Atacadista Varejista FORNECIMENTO DA REDE DEMANDA DA REDE Fornecedor de tinta FORNECIMENTO DA REDE DEMANDA DA REDE Gráfica Varejista

            08/05/2013 Rede de suprim ent os de um a operação

          Por que considerar toda a rede?

            Adm inist rat iva de um Shopping Cent er Fluxo de servi‚os Fluxo de informa‚ˆes Fornecedores Fornecedores Clientes Clientes 2˜ camada 1˜ camada 1˜ camada 2˜ camada “Em seu n€vel mais estrat„gico a atividade de projeto em administra‚ƒo de produ‚ƒo deve recrutamento Ag‡ncia de seguran‚a Servi‚os de incluir toda rede da qual uma opera‚ƒo faz parte”

            ✔ Ajuda a empresa a compreender como pode de materiais Varejistas Fornecedor Servi‚os de limpeza Center limpeza de dos Shopping Varejistas Clientes competir efetivamente;

            ✔ Ajuda a identificar liga€•es, entre n‚s equipam’tos Fornecedor de manuten‚ƒo Servi‚os de especialmente, significativas na rede;

            ✔ FORNECIMENTO DA REDE DEMANDA DA REDE Ajuda a empresa a focalizar uma perspectiva de longo prazo na rede.

          Decisões para Projeto de Rede

            “Qual parte da rede a opera€„o produtiva deveria possuir? Deveria possuir algum de seus fornecedores?”

            ✔ A operação do shopping center pode escolher em pregar seu próprio pessoal de segurança em vez de com prar seviços de um a em presa especializada;

            ✔ Assum indo um elo a m ais da rede;

            ✔ Est a é um a decisão de integração vertical da organização

            08/05/2013 I ntegração Vertical

            Integração Vertical Gestão de capacidade produtiva a longo prazo

            Projeto da Rede de Operações

            Localização das operações produtivas

            ✔ Integração vertical é o grau de posse de uma organização da rede da qual faz parte; Uma situação em que a organização poderá escolher em comprar um serviço específico, por exemplo, ou realizá-lo com seus recúrsos; A integração vertical em termos:

            _ Da direção de qualquer expansão _ Da amplitude necessária do processo _ Do equilíbrio entre as etapas verticalmente integradas resultantes

            ”Amplitude da integra€„o vertical”

            Depois de est abelecer sua direção e sent ido de expansão, um a organização deve decidir at é que pont o desej a lançar sua iniciativa de integração vertical;

            ✔ Podendo a organização t er um pequeno grau de am plit ude ou at é um grande grau de am plit ude:

            I ntegração Vertical

          O que é Integração Vertical?

            08/05/2013 “Localiza‚ƒo geogr‰fica de uma opera‚ƒo relativamente aos recursos, a outras opera‚ˆes ou clientes com os quais interage”

          Localização da capacidade

            ✔ Podendo as opera€•es estar em localiza€„o estrat†gicamente incorreta, por algum motivo pessoal, “est„o a‡ porque est„o”, possibilitando ent„o, fazer uma anˆlise de uma nova localiza€„o, quais serˆ o custo / benef‡cio.

            ✔ Por outro lado, uma organiza€„o faz uma escolha ap‚s constatar, atrav†s de levantamento de dados, qual regi„o implantar tal empresa.

          Importância da localização

            ”No com†rcio varejista, uma diferen€a de alguns metros na localiza€„o pode fazer a diferen€a entre lucro e prejuizo”

            “H• tr‚s coisas importantes em vendas no varejo: localizaƒ„o, localizaƒ„o e localizaƒ„o” Lord Seif Empresˆrio – Reino Unido

            A localiza€„o † importante em qualquer seguimento, por exemplo se localizar mal um quartel de bombeiros, afetarˆ o tempo de socorro at† os locais de incŠndios;

            ✔ A localiza€„o de uma fˆbrica onde † dif‡cil atrair m„o-de-obra com as qualifica

Documento similar